• D-Sec

Saiba como proteger o seu negócio com estratégias anti-phishing

De acordo com uma pesquisa realizada pela filial brasileira da Avast, uma empresa de cibersegurança, os golpes de phishing estão crescendo. Entre os mais de mil clientes que participaram do estudo, 55% disseram ter sido vítimas desse tipo de ataque em 2021, um aumento de 41% em relação a 2020.


Infelizmente, o crescimento desse tipo de ciberataque está relacionado com a variedade de táticas utilizadas pelos criminosos, que adaptam a abordagem de acordo com cada caso. Há estratégias mais elaboradas, que copiam sites inteiros de grandes empresas, enquanto outras são simples e tristemente efetivas.


Essa fraude, que busca enganar usuários por meio de mensagens virtuais, pode ter um dos seus colaboradores como vítima e afetar diretamente o seu negócio, comprometendo a segurança, impedindo o compliance e fazendo com que você perca o controle das informações que possui.


Para saber o que é phishing, os graves problemas que ele pode trazer para a sua empresa e, principalmente, como prepará-la para que ninguém caia nesse tipo de golpe, continue a leitura.


O que é phishing?


Phishing vem da palavra em inglês “fishing” (pescaria, em português) e tem relação com “ser fisgado”, já que o termo dá nome a um tipo de roubo de identidade on-line. Estamos falando de um golpe para adquirir de forma ilícita os dados pessoais de outra pessoa, sejam senhas, dados financeiros, bancários ou de cartão de crédito, por exemplo.


Normalmente, a ação fraudulenta acontece da seguinte forma: um cibercriminoso finge ser uma empresa real, um player conhecido do mercado ou mesmo um banco. Em nome dessa falsa organização, ele enviará um e-mail ou uma mensagem para a vítima solicitando dados de login, senhas, informações pessoais ou de cartões.


Há casos em que os golpistas enviam links ou solicitam que você faça o download de um anexo. Nesses casos, um malware se instala no computador ou dispositivo móvel para roubar seus dados.


Ainda que sejam feitos diversos alertas, muitas pessoas acabam se tornando vítimas do phishing porque as técnicas utilizadas pelos cibercriminosos são cada vez mais complexas. Então, tudo parece normal e você só descobre que teve os dados furtados quando eles são utilizados de forma indevida em outro momento.


Quais são os riscos do phishing para o meu negócio?


O phishing costuma ser um ataque virtual muito eficiente e, por isso, as empresas precisam estar atentas. Afinal, estamos falando de um golpe que traz uma consequência gravíssima para qualquer tipo de negócio: o vazamento de dados.


Se o cibercriminoso conseguir acesso a senhas, por exemplo, ele pode invadir os sistemas da empresa e roubar todos os dados. Então, o hacker tem a oportunidade expor e utilizar de forma ilegal os dados dos seus clientes, colaboradres e parceiros, além de vazar planos de negócio, afetando sua reputação e causando sérios problemas de compliance.


De forma resumida, o phishing pode afetar a integridade e a confidencialidade do seu negócio graças ao vazamento de dados, enquanto também compromete a disponibilidade das informações para o pessoal interno. O impacto é negativo para a continuidade da operação, afetando a produtividade e, consequentemente, os lucros. Além disso, dependendo da gravidade do golpe sofrido, pode ser que sua empresa tenha que arcar com algumas multas e indenizações.


Mas se engana quem pensa que os problemas acabam por aí. Se um colaborador da empresa se torna vítima do phishing ao clicar em um link ou baixar um anexo, malwares podem se instalar nas máquinas e comprometer os seus ativos de TI.


Estratégias anti-phishing para proteger o seu negócio


Para que sua empresa não passe por todos esses problemas e minimize os riscos de cair em um ataque phishing, nós preparamos uma lista de estratégias que colaboram com a segurança virtual do seu negócio. Confira!


1. Use um bom antivírus


Um software antivírus monitora o tráfego do usuário e identifica possíveis ameaças, além de realizar varreduras periódicas para verificar se há algum risco ameaçando o dispositivo.


2. Treine a sua equipe

Muitas vezes, as vítimas de phishing são pessoas que não sabem como lidar com crimes virtuais. Por isso, é importante alertar os colaboradores para que desconfiem das mensagens recebidas e saibam identificar traços suspeitos, como erros ortográficos, imagens de baixa qualidade, links suspeitos e promessas irreais.


Entendendo a necessidade do treinamento de pessoas, a D-Sec criou o Programa de Educação e Conscientização (PEC), que tem o objetivo conscientizar e sensibilizar empresas em relação à LGPD, golpes virtuais, segurança da informação e privacidade no ambiente de trabalho. Afinal, uma equipe bem preparada desenvolve a cultura de segurança e privacidade que resulta na redução de incidentes e falhas causadas pelo fator humano.


Inclusive, entre as atividades disponíveis no PEC, está a simulação de phishing, justamente para que cada membro do time saiba identificar os sinais de alerta e os riscos à segurança da empresa sejam reduzidos.


3. Habilite o filtro anti-phishing no servidor de e-mail


O filtro anti-phishing nos servidores de e-mail funcionam como uma camada a mais de proteção para a sua empresa, depois que o treinamento é realizado. Com sua autenticação multifator, filtros de domínio e classificação de e-mails maliciosos como spam, as chances de um e-mail mal intencionado chegar até os seus colaboradores diminui consideravelmente.


4. Crie uma política de restrição ao acesso de senhas


As senhas são alvos importantes para os cibercriminosos que praticam o phishing. Por isso, é importante que sua empresa saiba exatamente quais colaboradores têm acesso às credenciais e faça uma limitação de pessoal.


Além disso, práticas como a troca periódica de senhas e o uso de combinações fortes e diferentes para cada conta colaboram para que, caso uma senha seja fisgada pelos criminosos, outros sistemas fiquem em perigo.


5. Utilize a Threat Intelligence


As estratégias de threat intelligence consideram o histórico de ataques que sua empresa sofreu e usam recursos de integração de dados e machine learning para rastrear ameaças e preparar o seu negócio para que, diante de um ataque, você consiga as melhores e mais rápidas soluções.


6. Conte com uma consultoria especializada em cibersegurança


Para que todas as ações presentes neste conteúdo funcionem da maneira correta e, se necessário, sejam adotados outros recursos, sua empresa pode solicitar a ajuda de uma consultoria especializada em segurança da informação.

Essa empresa parceira será responsável por encontrar as melhores soluções para que seu negócio reduza ao máximo o risco de phishing e vazamento de dados. Assim, você não desperdiça recursos e investe em dispositivos, softwares e treinamentos apropriados, que realmente trarão resultados.


A D-Sec é especialista em Cyber Security e, no cenário atual de inúmeros ataques cibernéticos, diversas normas de compliance e aumento do trabalho remoto, podemos colaborar para que seu negócio evolua com segurança dentro do mundo digital. Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas com a nossa equipe!


5 views0 comments